Empresa de fachada alvo da Polícia Federal abocanhou R$ 2,8 milhões em Imperatriz - REMOCIF

REMOCIF

POLITICA E ENTRETENIMENTO


Ultimas Noticias

Publicidade

Post Top Ad

terça-feira, 2 de março de 2021

Empresa de fachada alvo da Polícia Federal abocanhou R$ 2,8 milhões em Imperatriz

 


Policiais federal durante a operação Estoque Zero e o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, que contratou a empresa de fachada alvo da PF.

A empresa de fachada P Sousa Filho Ltda, mais conhecida como Qualimed Distribuidora de Medicamentos, movimentou cifras milionárias durante a pandemia da Covid-19 em Imperatriz.

Os contratos firmados com a gestão de Assis Ramos, na cidade imperatrizense, chegaram a somar R$ 2,8 milhões.

Blog do Neto Ferreira apurou que as contratações ocorreram nos meses de maio e dezembro do ano passado, ou seja, em meio à pandemia do novo coronavírus, e tinham como objeto o fornecimento de medicamentos para os hospitais de Imperatriz.

Os ganhos da empresa se tornaram estratósfericos durante a pandemia e isso motivou uma investigação no âmbito federal que culminou na descoberta de fraudes licitatórias e desvio de verbas na cidade de Pinheiro.

Aprofundando os fatos, a Polícia Federal identificou ainda que a distribuidora possui atuação em outras Prefeituras maranhenses, como a de Imperatriz, onde abocanhou dois contratos orçados em R$ 2.874.191,67 milhões.

A PF afirmou também que empresa tinha faturamento mensal de menos de R$ 20 mil, sem funcionários e veículos, e de repente passou a lucrar mais de R$ 1 milhão na pandemia.

As investigação identificaram que a Qualimed nunca havia comercializado produtos da saúde.

Em razão dos fatos, na manhã desta terça-feira (02), distribuidora piauense, que pertence a Antônio Pereira de Sousa Filho, foi alvo da operação Estoque Zero, deflagrada pela Polícia Federal na cidade de Pinheiro e em Teresina, no Piauí.


Reprodução : Neto Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages