ESTREITO – Prefeito Léo Cunha poderá perder o mandato a pedido do Ministério Público por suposta fraude na prestação de contas de campanha eleitoral. - REMOCIF

REMOCIF

POLITICA E ENTRETENIMENTO


Ultimas Noticias

Publicidade

Post Top Ad

quarta-feira, 3 de março de 2021

ESTREITO – Prefeito Léo Cunha poderá perder o mandato a pedido do Ministério Público por suposta fraude na prestação de contas de campanha eleitoral.

 


O promotor de justiça Dr. Eduardo André de Aguiar Lopes da 82° zona Eleitoral, emitiu a recomendação com o pedido de cassação dos diplomas de Léo Cunha e Verbana Macedo. O pedido é baseado em supostas irregularidades apontadas na campanha eleitoral do ano de 2020 que culminou na vitória do mesmo.


De qualquer forma o prefeitão vai morrer na mão dos homens de capa preta, será que vai passar quatro anos sub judice. 

Diversos blogs veicularam a notícia, inclusive o blog de Holdem Arruda.

Vejam detalhes do procedimento instaurado pelo MPMA


foi verificada irregularidade grave na prestação de contas de

LEORREN TULIO DE SOUSA CUNHA, consistente na utilização indevida de recurso

público de financiamento de campanha, o que resultou em sentença de

desaprovação, nos termos do art. 74, III, da Resolução nº 23.607/2019 e art. 30, III,

da Lei das Eleições, implicando na necessidade de abertura de investigação judicial

para apurar a conduta do representado, que está em desacordo com as normas

relativas à arrecadação e gastos de recursos.


Tais irregularidades trataram da contratação da conhecida F - Monster 250 Cachorrona, que foi contratada com recursos públicos de campanha, sendo o valor de 10.000,00 pagos mas o serviço segundo o Promotor não foi prestado. O entendimento é de que pode o dinheiro ter sido utilizado pra outra finalidade ou mesmo nem ter sido utilizado, o que não mais existe como se comprovar.


a constatação de irregularidade

grave consistente na aplicação indevida de vultosa quantia de verba pública, qual seja

o pagamento da quantia de R$ 10.000,00 (dez mil reais), oriundo do FEFC (Fundo 

Especial de Financiamento de Campanha) a KLEDSON SOUSA GOIS, para utilização

de paredão de som F-MONSTER CACHORRONA MEGA TRUCK, em evento que

não ocorreu, irregularidade esta considerada insanável









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages